Passar para o Conteúdo Principal

Cultura

imagem

A cultura sempre foi considerada um capital indispensável ao desenvolvimento, mas a existência de outras grandes carências relegou-a muitas vezes para segundo plano.
No entanto, a cultura não é um ópio dos intelectuais e não deve ser uma actividade só possível quando todas as outras necessidades básicas estiverem satisfeitas. A fase de menor atenção, devido a outras grandes carências, tem de ser ultrapassada.
A cultura é também um veículo transportador de conhecimentos, de experiências, de amizade, de solidariedade e de cooperação entre comunidades, aproximando-as e unindo-as em torno de questões comuns, permitindo uma valorização global.
À autarquia cabe o papel de motor impulsionador desse potencial de desenvolvimento, devendo desempenhá-lo articuladamente, em regime de parceria protocolada, quer com os parceiros locais, quer com outros externos.
Este espaço permite ao cibernauta poder obter informação acercas das valências, potencialidades e dinâmicas culturais do município.