Passar para o Conteúdo Principal

Uma entrevista a Luís Veiga Leitão, poeta de Moimenta da Beira

Aaa 1 1024 800
25 Setembro 2018
Vivia há sete anos exilado no Brasil e regressaria a Portugal, por uns dias, para respirar os novos ares soprados da Revolução dos Cravos que triunfara dois meses e pouco antes. Nesse seu regresso temporário às raízes (retornaria em definitivo menos de um ano depois) José Carlos Vasconcelos entrevista-o para a RTP, em julho de 1974. Esse vigoroso testemunho de vida recorda-se aqui hoje, quase 21 anos após a sua morte.

Luís Maria Leitão, mais conhecido pelo pseudónimo de Luís Veiga Leitão, nasceu em Moimenta da Beira (e não no Porto como por lapso anuncia o entrevistador) a 27 de Maio de 1912 e faleceu em Niteroi (onde estava a convite do então Presidente José Sarney) a 9 de Outubro de 1987, foi poeta e artista plástico, membro do grupo literário Germinal, militante antifascista e autor de uma obra poética de enormíssima qualidade.

Visualizar aqui a entrevista