Passar para o Conteúdo Principal

Moimenta da Beira também aderiu à Greve Climática Estudantil

1 1 980 2500
15 Março 2019
Nádia, Lara, Tiana, Inês, Tatiana, Daniela e Salete. Todas empunhavam, esta sexta-feira, 15 de março, em frente à Escola Secundária de Moimenta da Beira, cartazes de protesto em prol do ambiente, reivindicando políticas de defesa do clima, protesto inspirado pela adolescente sueca Greta Thunberg, que acaba de ser nomeada para o Prémio Nobel da Paz por três deputados noruegueses. Os momentos de greve dos estudantes moimentenses aconteceram durante a primeira aula do dia e depois nos intervalos maiores, juntando sempre um maior número de estudantes à porta da Secundária. Belos instantes de cidadania.
 
A propósito da Greve Climática Estudantil, a associação ambientalista Zero emitiu um comunicado em que manifesta o seu apoio aos protestos e propõe dez medidas que as escolas e universidades devem adotar para se tornarem em exemplos "de maior sustentabilidade": 1) Utilizar sistemas de energias renováveis: coletores solares térmicos para o aquecimento de águas (para cantina, bar e balneários), e fotovoltaico para autoconsumo de eletricidade nas escolas, reduzindo significativamente as suas necessidades energéticas; 2) Concretizar a implementação obrigatória do menu vegetariano nas escolas e incentivar a utilização de alimentos locais e/ou biológicos; 3) Concretizar a resolução do governo para acabar obrigatoriamente com o uso de plásticos de utilização única (talheres, pratos e copos descartáveis, película aderente e palhinhas, entre outros); 4) Promover o uso da bicicleta nas deslocações diárias para as escolas, pela integração das viagens de bicicleta no Seguro Escolar; 5) Mudar a política de livros escolares, preparando-os para uma efetiva reutilização, passando os mesmos a ser propriedade das escolas e a ser utilizados em anos sucessivos; 6) Dispor de sistemas de compostagem nas escolas, por forma a devolver os resíduos fermentáveis como matéria orgânica para os solos; 7) Aplicar dispositivos hídricos mais eficientes, para uma redução no consumo de água e de energia; 8) Substituir o arvoredo exótico por espécies autóctones; 9) Estar integrada no programa Eco-Escolas da Associação Bandeira Azul da Europa; 10) Implementar um programa nacional de redução da pegada ecológica nas escolas integrando, entre outras, as medias anteriormente mencionadas.
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title